top of page

Modesto Neto é pré-candidato a Prefeitura de Natal pelo PSOL

A Revolução Socialista, corrente interna do PSOL e seção brasileira da Liga Internacional Socialista (LIS), inscreveu neste domingo (31) a pré-candidatura do professor Modesto Neto à Prefeitura de Natal no processo de prévias partidárias.


O manifesto “Por um PSOL de cara própria em Natal” que apresenta Modesto Neto é subscrito por duas organizações internas do partido: Revolução Socialista e Avança PSOL. A pré-candidatura tem o apoio de figuras históricas da esquerda em Natal, como a médica e pré-candidata a vereadora Sônia Godeiro e o coordenador geral do Sinai, Santino Arruda, ambos dirigentes partidários.


“Essa pré-candidatura é resultado do acúmulo político da Revolução Socialista e do Avança PSOL, duas organizações que entendem que nosso partido precisa ter cara própria em Natal para oferecer à cidade um programa que represente o enfrentamento à extrema direita sem abrir mão dos interesses da classe trabalhadora e do povo pobre”, ressalta Modesto Neto.


Aos 34 anos, o historiador — filiado ao PSOL há 14 anos — coloca o enfrentamento à especulação imobiliária e à máfia do transporte público como prioridades. Para Modesto, Natal possui enormes problemas e desafios para enfrentar, em especial na questão ambiental e no transporte público.


“Temos que revogar o Plano Diretor da especulação imobiliária e estabelecer o passe livre através de uma empresa pública de transporte urbano”, defende.


“Nestes dois movimentos iremos frear a especulação imobiliária, recuperar a cobertura vegetal da cidade e acabar com a máfia do transporte público”, explica o professor de História da rede pública de ensino.


A primeira eleição municipal do PSOL foi disputada em 2008, e desde então o partido apresentou candidatura própria à Prefeitura de Natal em todos os anos (2008, 2012, 2016 e 2020). Atualmente, uma movimentação da direção majoritária da sigla na capital potiguar estuda uma aliança com a deputada federal Natália Bonavides, do PT. Modesto Neto e Revolução Socialista são contra esta possível aliança.


“Se o PSOL adere à campanha de Natália Bonavides, estará se incorporado a uma Frente Ampla que terá como sócio majoritário a direita e as oligarquias, em especial a família Alves. Isso é péssimo politicamente para o PSOL, especialmente nestas eleições de 2024 onde o partido poderá eleger três parlamentares. Até eleitoralmente não é uma decisão tática inteligente”, aponta.


Além disso, Modesto Neto e a Revolução Socialista também defendem a realização de prévias partidárias para definir o nome do PSOL à Prefeitura de Natal, como aprovado no Congresso do partido realizado em setembro de 2023. “O PSOL não pode se aliar a uma candidatura do PT sem encerrar o debate interno e isso significa prévias já”, reivindica o professor.


De acordo com o pré-candidato à Prefeitura, o PT "enfrenta" a direita incorporando seus quadros no controle da máquina do Estado. “É uma tentativa de domesticar a direita e conciliar interesses que são inconciliáveis. Isso não faremos. Enfrentar Álvaro Dias significa contrariar os interesses que ele representa”, conclui.





264 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page