top of page

Chega de “Passar a boiada”. Derrotar o Marco Temporal e as contra reformas nas ruas!

Por Revolução Socialista-PSOL

O Marco Temporal, um novo ataque aos povos indígenas, foi votado ontem na Câmara dos Deputados. Agora deve ser aprovado no Senado. Lira e o centrão, junto com a direita e a extrema-direita, tem urgência em votar o PL 490/07 porque na próxima semana o STF analisa um recurso para impedir o projeto. Mas isso não é o essencial da sua pressa.

Em 31 de maio, vence o prazo para votar a estrutura do governo e Lira, junto com a direita, que é base do governo Lula- Alckmin, propõem uma MP que esvazia os Ministérios do Meio Ambiente e dos Povos Indígenas, dando mais poder ao capital extrativista para avançar na destruição ambiental e no ataque aos povos originários e de seu direito à terra. Na comissão mista, o próprio PT, votou a favor da MP de autoria do deputado Isnaldo Bulhões- MDB.

Ontem os governistas MDB e União Brasil, votaram a favor do Marco Temporal, inclusive o líder do governo, José Guimarães (PT-CE), liberou os parlamentares do seu partido a votar como quisessem. Só na última hora, quando findaram as negociações para adiar a votação, ele orientou voto contra.

Não há conciliação entre ruralistas e os povos indígenas

O governo Lula-Alckmin com sua essência frenteamplista, tentou negociar e conciliar interesses de ruralistas e empresários do agronegócio aos dos povos indígenas, guardiões da floresta e defensores da vida e do meio ambiente. Mas sabemos que isso não funciona, a sede capitalista pelo lucro é depredadora, contaminante e destrutiva. É por isso que reafirmamos, com os capitalistas não há conciliação possível.

Por uma mobilização nacional para derrotar o Marco Temporal!

Ficou evidente que via negociação parlamentar, ou pelas vias institucionais do Estado burguês, não vamos deter os ataques do poder econômico e seus políticos aos povos originários e ao planeta. Não há plano B para a gente, ou construímos uma grande mobilização nacional para parar com a “boiada”, ou veremos como nossas conquistas serão rifadas na mesa de negociação da classe dominante.

Derrotar o Marco Temporal e defender nossos direitos e o planeta só é possível nas ruas! Chamamos às direções sindicais, partidos da classe trabalhadora, movimentos sociais a romperem o pacto de governabilidade com a frente ampla, braço Bolsonarista no governo e organizar uma grande mobilização nacional!

- Derrotar o marco temporal!

- Revogação do NEM e de todas as contra Reformas!

42 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page