top of page

SOLIDARIEDADE DE CLASSE AOS DESABRIGADOS/AS DE SÃO SEBASTIÃO-SP



Pelo menos 36 pessoas morreram, cerca de 50 estão desaparecidas e mais de 2 mil desabrigadas, vítimas das fortes chuvas sobre o litoral norte de São Paulo, colocando a cidade de São Sebastião no olho do furação.


Sem dúvida a responsabilidade recai sobre o atual governador bolsonarista Tarcísio de Freitas (Republicanos) e os governos anteriores que negligenciaram a crise social, a previsão dos Institutos de Meteorologia, os alertas da Defesa Civil.


Não existe uma política social de fundo que resolva os problemas do déficit habitacional, evitando a ocupação desordenada de morros e áreas de risco, combinado a uma política de preservação do meio ambiente e o combate a especulação imobiliária.


Esta é a solução que poderia ter salvado vidas e que evitará mais e mais tragédias anunciadas.


Exigimos do poder público, em todas as esferas, em especial do governo de São Paulo e do Governo federal, que além de instalar um gabinete de crise, tenha um plano eficiente para abrigar as pessoas, encontrar os desaparecidos. E também realocar de forma imediata todos/as que se encontrem em locais de risco, colocar prédios públicos, a rede hoteleira à disposição das famílias desabrigadas. Iniciar e concluir, no menor espaço de tempo, obras estruturais, casas populares, plano de obras públicas para gerar empregos.

A crise climática não dará tréguas e agudizará ainda mais a situação de penúria da população pobre e trabalhadora que mora nas periferias e encostas dos morros. A população já está se mobilizando, arrecadando donativos para ajudar nossos irmãos e irmãs de classe.


Revolução Socialista (PSOL) e a Tendência Sindical Unidos Pra Lutar/CSP-Conlutas se solidarizam com todas as famílias atingidas e lamentam profundamente as mortes confirmadas.


Nos somamos a campanha de solidariedade e nossa militância está a disposição, de forma voluntária, para ajudar no que for necessário. Como decisão imediata, impulsionaremos uma campanha de arrecadação de mantimentos (alimentos, água potável, kits de primeiro socorros, material de higiene e limpeza, agasalhos, etc)

Fazemos um chamado a Direção Nacional da CSP-Conlutas e todos os sindicatos filiados para que nossa central, bem como as outras centrais sindicais que não meçam esforços no sentido de realizar essa campanha solidária.


São Paulo- SP, 20 de fevereiro de 2023 Comitê Central de Revolução Socialista/PSOL Direção Nacional de Unidos Pra Lutar (CSP-Conlutas)

4 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page